Magnetômetro de Terceira Geração MPMS SQUID 7.0 Tesla

Magnetômetro de Terceira Geração MPMS SQUID 7.0 Tesla

Introdução

Magnetômetro de Terceira Geração MPMS SQUID 7.0 Tesla, processo 2017/10581-1, dos grupos GPOMS, LMBT e LMD, concedido pela FAPESP.

Responsáveis

  • Prof. Dr. Pascoal José Giglio Pagliuso - GPOMS
  • Prof. Dr. Kleber Roberto Pirota - LMBT
  • Prof. Dr. Iakov Veniaminovitch Kopelevitch - LMD

Localização

Instituto de Física "Gleb Wataghin" (IFGW) - Laboratório dos Grupos (GPOMS e LMBT)

Descrição

Plataforma de medidas de magnetização DC em função da temperatura e/ou campo magnético as seguintes características.

  • Tempo para baixar de 300 K até 1.8 K menor que 20 min (a critério de comparação, nos MPMS antigos é 120 min). Isso, na prática aumenta um fator 4-5 o número de amostras que podem ser medidas/unidade de tempo neste equipamento.
  • Taxa máxima de varredura de campo magnético de 700 Oe/s (no MPMS era de 50 Oe/s), como opção de medida no sweep com muita precisão e rapidez.
  • Modo de medida com amostra vibrante (VSM) em conjunto com o sensor SQUID DC, atingindo sensibilidade melhor que 1x10-8 emu. Sensibilidade crucial para o estudo das amostras nanoestruturadas e monocristais pequenos.
  • Modo de medida clássico por extração 10 vezes mais rápido e duas ordens de magnitude mais sensível que no MPMS;

Procedimento para utilização - para usuários externos aos grupos GPOMS, LMBT e LMD (em breve - equipamento em instalação)