Planos de GestãoPlano de Gestão da Diretoria - Agosto 2017

Itens da Proposta de Gestão

  1. Em um momento de contingenciamento e crise financeira, além de controlar os gastos e negociar com a Reitoria, será preciso buscar recursos de outras fontes. O IFGW possui uma excelente infraestrutura laboratorial que pode ser muito útil à sociedade, através dos usos das oficinas, LAMULT, Equipamentos Multiusuários (EMU) – Fapesp, etc. Estes equipamentos podem ser utilizados para gerar recursos para o IFGW e UNICAMP através de uma melhor organização de sua agenda de uso, sempre em concordância com o grupo responsável por cada equipamento. Para isso, pretendemos criar um Fundo de Amparo à Pesquisa (FAP_IFGW) administrado pela Funcamp, cujo gerenciamento será realizado por um comitê específico. Os recursos assim adquiridos permitirão realizar compras e serviços emergenciais para todo o Instituto com maior agilidade, eficiência e transparência, além de permitir melhor manutenção e operacionalidade dos equipamentos e setores que originam esses recursos.


  2. Dar visibilidade aos diferentes tipos de pesquisa de grupos do IFGW (ou outras unidades da Unicamp, com temas de interesse de nossa comunidade) e procurar motivar uma maior interação entre eles através de pequenos financiamentos específicos (para incentivo, seed money, ou como reconhecimento do resultado final obtido), visando estimular novas colaborações entre diferentes grupos de pesquisa, em particular entre teóricos e experimentais, com a participação de alunos de Pós-graduação.


  3. Manter e valorizar a “marca IFGW”, principalmente no Brasil e na América Latina, aproveitando uma rede de ex-alunos do IFGW que hoje estão em diferentes Universidades e institutos de pesquisa para estimular parcerias e buscar formas de atrair talentos no Brasil e na América Latina para o IFGW, desde o nível de graduação até o de pós-doutorado.


  4. Sempre em consonância com a coordenadoria de Pós-Graduação, pretendemos apoiar e incentivar a discussão continuada da melhoria de nosso programa de pós-graduação, seja na atração de novos estudantes, ou para atender às demandas da formação dos nossos alunos em um cenário internacional cada vez mais competitivo, nas áreas de concentração existentes, respeitando as suas especificidades. Quando pertinente, trabalharemos no sentido de alinhar as iniciativas no Ensino de Graduação e Pós-Graduação do IFGW, procurando mecanismos para a melhor formação de nossos alunos.


  5. Implementar novas ações no Ensino de Graduação: promover a participação ativa do IFGW na discussão de mecanismos plurais e abrangentes de ingresso que a UNICAMP promove (como por exemplo SISU e PROFIS), em busca do programa mais inclusivo possível que não deixe de lado a permanência e o desempenho acadêmico dos ingressantes; promover atividades de divulgação dos cursos de graduação do IFGW além das oficinas e da UPA, organizando visita dos coordenadores de graduação do IFGW a escolas específicas pré-selecionadas de Ensino Médio; motivar e apoiar os trabalhos de revisão curricular, métodos de verificação de aprendizagem e práticas pedagógicas dos cursos do IFGW. De forma mais imediata, apoiar a comissão de graduação para dois assuntos específicos que merecem pronta atenção: reformulação das licenciaturas e a ampliação de vagas da Engenharia Física, insistindo na negociação com a FEM para diminuir as viagens dos alunos para a FCA.


  6. Apoiar a graduação e a pós-graduação ao buscar facilitar e flexibilizar as escolhas de práticas de ensino (como por exemplo, a utilização de PADs e PEDSs), procedimentos e normas (matrícula, atribuição didática, estrutura das disciplinas), de acordo com as especificidades de nossos cursos, atuando fortemente para a revisão e implementação do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGA) de acordo com estas necessidades.


  7. Apoiar e estimular atividades de extensão, como as oficinas de física, FIFE e UPA, expandindo também as atividades do LIEF, ampliando as visitas de escolas ao IFGW e visitas de profissionais do IFGW a escolas, para participação em painéis sobre ciência, tecnologia e a profissão de físico. Estabelecer contatos com organizações envolvidas na difusão de ciência, de forma a ampliar nossa área de atuação. Buscar o contato com empresas de tecnologia, visando criar cursos de extensão (que poderão, se pertinentes, envolver disciplinas de projetos da graduação) para a formação ou atualização em áreas específicas de profissionais já inseridos no mercado de trabalho.


  8. Identificar e homogeneizar o fluxo de processos administrativos dos vários setores do IFGW, de forma a buscar a informatização completa dos serviços técnico-administrativos de todo o Instituto, permitindo agilidade, acompanhamento, estatísticas de atendimento e satisfação. Pretendemos aumentar a transparência na gestão administrativa, com procedimentos mais modernos de acompanhamento da utilização dos recursos orçamentários e extra-orçamentários, e do planejamento/execução de atividades de manutenção de nossa infraestrutura.


  9. Atualização da descrição de funções no setor de RH do IFGW e criação de programa interno de avaliação regular dos funcionários, aplicado de forma periódica e não necessariamente vinculado a promoções, em complemento ao realizado pela DGRH. Com isso pretendemos gerar subsídios para que decisões da CSA/IFGW possam ocorrer de forma justa e transparente, procurando premiar no progresso na carreira a competência, esforço e dedicação de nosso corpo de funcionários.


  10. Avançar em uma política de contratação de pessoal de apoio ao ensino e pesquisa com alta qualificação, eventualmente considerando a criação de um grupo de apoio técnico especializado (GATE), para atender demandas de maior complexidade dos setores ligados às atividades-fim do IFGW. Entre elas, apoio a equipamentos altamente especializados (ex EMUs) e ao desenvolvimento local de instrumentação para os diversos grupos ligados à pesquisa e ao ensino.


Download deste documento